Passar para o Conteúdo Principal Top
Hoje
Máx C
Mín C

Apresentação do novo livro de contos e lendas de Águeda, de Conceição Vicente, com o apoio da Câmara Municipal de Águeda

01 1 1024 2500
13 Maio 2019

São seis os livros da autora aguedense Maria da Conceição Vicente, publicados desde o ano de 2011, no âmbito de um projeto de levantamento e reescrita de textos (contos e lendas) do património oral do concelho de Águeda.


As obras infantojuvenis editadas pela Trinta Por Uma Linha, “O Diabo do Alfusqueiro”, “A Bicha Moira”, “O Lavrador e o Lobo”, “O moleiro e as três árvores”, “O Rapaz Que Queria Agarrar o Sol” e “Os Pequenos Seres da Floresta”, embora sob o formato de livros ilustrados, contêm textos intencionalmente abrangentes, pensando não só nos pequenos leitores, mas também em todos aqueles que, mais ou menos jovens, se interessam por questões de literatura oral e pelas raízes culturais da nossa terra.
Estas publicações têm como objetivo primordial dar um contributo para que não se percam os tesouros da nossa literatura oral, fixando-os em suportes menos perecíveis e projetando-os no tempo, para que cheguem mais longe.
No dia 18 de Maio decorrerá no Centro de Artes de Águeda a apresentação oficial do novo livro desta autora, intitulado “Pelo Rio Correm Histórias”, com ilustrações de Rui Castro. Este é, assim, o sétimo livro de Conceição Vicente a ser apoiado pela Câmara Municipal de Águeda.
Neste livro estão incluídos duas lendas e um conto, recriados a partir dos textos recolhidos por Francisco Silva, em aldeias do concelho de Águeda: “Lenda das Poldras do Avelal”, “Lenda da Redonda” e “A Floresta Encantada”. A finalidade é de "clarificar", junto dos leitores mais novos, a noção de património imaterial.