Passar para o Conteúdo Principal Top
Hoje
Máx C
Mín C

Scratch on Road leva alunos de Águeda a conhecer ETAR

Dsc 0347 1 1024 2500
31 Janeiro 2019

Alunos do 3.º e 4.º ano, da Escola Básica de Assequins, de Águeda, foram conhecer o trabalho realizado na ETAR de Cacia.


A realização do programa Scratch on Road no Município de Águeda é resultado da parceria da empresa Águas do Centro Litoral com a Câmara Municipal de Águeda que, desde a primeira hora, apoiou e acompanhou a implementação deste projeto na Escola Básica de Assequins e junto da comunidade educativa do Município.

A empresa Águas do Centro Litoral promoveu, no dia 25 de janeiro, uma visita de educação ambiental à estação de tratamento de águas residuais provenientes do concelho de Águeda.
A visita permitiu às crianças da turma mista, de 3.º e do 4º ano, da Escola Básica de Assequins conhecer a complexidade das atividades e os processos associados ao tratamento das águas residuais desenvolvidos pela empresa.

Na visita, que teve como lema “Na ETAR, como na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma...” foi explicado o que é uma ETAR, como se trata o esgoto e qual o seu destino, como se podem reutilizar as lamas resultantes do tratamento, assim como os diversos fins que podem ser dados à água residual tratada antes de ser devolvida à natureza em condições ambientalmente seguras.

Esta atividade permitiu ainda mostrar todos os resíduos que, diariamente, ainda são depositados indevidamente na sanita, tais como toalhetes, cotonetes, cabelos, pensos, preservativos, plásticos, e outros objetos, que podem acumular-se nas redes de esgoto criando impedimentos à circulação normal das águas residuais, levando mesmo a possíveis ineficiências no tratamento das mesmas.

Edson Santos, Vice Presidente do Município de Águeda, com o pelouro do Ambiente e Sustentabilidade, referiu: “O Município de Águeda tem apoiado o desenvolvimento de diversas iniciativas em prol do desenvolvimento sustentável. Este tipo de ações são vitais porque permitem sensibilizar os mais jovens para a necessidade constante de preservar o meio ambiente, no presente e para as gerações vindouras.”