Passar para o Conteúdo Principal Top
Hoje
Máx C
Mín C

Artesanato

  • CERÂMICA

    De Grés Salgado: Artesanato de olaria, barro repuxado manualmente, em roda de oleiro. É cozido em forno de lenha e vidrado, no próprio forno, com sal e pintado manualmente com diversos motivos.

    De Barro Vermelho: Artesanato de olaria, barro puxado manualmente em roda de oleiro, accionado com o pé. As peças são cozidas em forno de lenha. Pode ser vidrado e pintado manualmente com diversos motivos.

    Faianças: Artesanato de olaria. É utilizado neste trabalho barro branco líquido, com o qual são cheias as formas feitas manualmente em gesso. É cozido e vidrado actualmente em forno eléctrico. É pintado à mão com diversos motivos.

  • CESTARIA

    Cestos de Verga: Artesanato feito com vime, ou verga. Os cestos são ainda hoje utilizados na nossa região especialmente no sector agrícola. São também utilizados na pesca artesanal e para decoração.

  • DOÇARIA

    Artesanato, trabalhado normalmente à mão em que se utiliza a farinha, os ovos, o açúcar, a manteiga, a amêndoa. Na sua maioria os produtos confeccionados são cozidos em forno de lenha. São característicos desta região os pastéis de Águeda, as barrigas de freira, os fuzis, sequilos, cavacas, suspiros, bolos de Páscoa e o bolo de S. Pedro.

  • ENCADERNAÇÃO

    Encadernação de livros feito manualmente.

  • ESTEIRAS EM BUNHO

    Esteiras confeccionadas manualmente em bunho (espécie de junco) que depois de seco é tecido com o mesmo material. Ainda é muito utilizado quer na agricultura, quer na decoração.

  • FERRO FORJADO

    Artesanato, em que o ferro é aquecido ao rubro numa forja e depois é trabalhado, conforme a peça a executar. (torcido, batido, martelado e aguçado, etc.)

  • FUNDIÇÃO EM AREIA

    Artesanato em que existe uma variedade muito grande de peças que são fundidas através de moldes feitos em areia batida, cheios depois com metal liquefeito pelo fogo.

  • LATOARIA

    Artesanato ainda bastante utilizado nesta região na agricultura e também para uso doméstico, como por exemplo: alguidares, regadores, almudes, bacias, lanternas, etc.

  • MALEIRO

    Confecção manual de malas de viagem e outras, em madeira, forradas no interior com papel decorativo e no exterior com chapa, também decorativa.

  • MARCENARIA

    Artesanato em vias de extinção, por falta de escolas para o ensino desta arte. É específico desta arte o trabalho em madeiras.

  • PANIFICAÇÃO

    Pão de Trigo – Pão amassado à mão em que se utiliza farinha de trigo, água, sal e fermento. Este pão, depois de levedar é cozido em forno de lenha.


    Broa de Águeda – Pão amassado à mão em que se utiliza farinha de milho, água, sal e fermento. Este pão é depois cozido em forno de lenha.


    Triga Milha – Pão amassado à mão em que se utilizam cinco partes de farinha de trigo, três partes de farinha de milho, açúcar, raspa de limão, água, sal e fermento.

     

  • PINTURA EM FAIANÇA

    Pintura manual com motivos diversos próprios da região.

  • RENDADOS E AGULHADOS

    Artesanato ainda muito em voga na nossa região. É feito com agulhas e linhas. As colchas, toalhas panos de mesa são o resultado deste trabalho.

  • TANOARIA

    Artesanato ainda bastante utilizado, visto ser uma região vinícola, para armazenagem e tratamento de vinho (pipas, barris etc.). É também utilizado na produção de utensílios domésticos (canecos, selhas, etc).

  • TECELAGEM

    Artesanato, através do qual se fazem, passadeiras de farrapos, aventais, colchas, saias, sacos, com a ajuda de um de tear manual.