Passar para o Conteúdo Principal Top
Hoje
Máx C
Mín C

Câmara de Águeda inaugura parque canino e lança campanha de sensibilização

Canino 1 1024 2500
30 Abril 2021

No momento em que foi inaugurado o parque, o Município apela aos donos dos animais para apanharem os dejetos caninos, cuidando do espaço púbico

A Câmara Municipal de Águeda inaugurou, ontem, o Parque Canino da Várzea, localizado no Parque da Várzea, recentemente requalificado.

Trata-se de um investimento de cerca de 20 mil euros, que vai permitir aos donos dos “melhores amigos do homem” passearem o seu animal de estimação e usufruir de um espaço a eles dedicado, podendo ainda ser um ponto de encontro e local de sociabilização.

“Ainda há poucos meses, este espaço era um depósito de lixos. Transformámos esta área da cidade, que não era muito digna e que agora está aqui uma zona que nos orgulha a todos”, começou por dizer Jorge Almeida, Presidente da Câmara Municipal de Águeda, enumerando algumas mais-valias da intervenção naquela zona, como uma rua nova, o parque propriamente dito e agora o parque canino.

O Edil explicou que o parque verde, junto ao novo espaço canino, “é mesmo um parque de estacionamento. Naquela zona, que é reserva ecológica, não poderíamos colocar alcatrão, pelo que foi tomada esta decisão de fazer um parque verde, numa intervenção que dotou a área de grelhas de arrelvamento e de drenagem inferior”.

“Não é inocente estarmos à espera que a erva enraíze o mais possível, porque isso contribuirá para que a resistência aos carros que estacionem ali seja muito maior”, argumentou ainda.

A par desta intervenção, na Várzea foi também construído um parque canino, que “é o mais bonito que eu algum dia vi, em Portugal e no estrangeiro”, disse Jorge Almeida.

Este parque tem o formato de um osso gigante, com uma vedação em postes torneados em madeira de pinho, ocupando uma área total de 544,59 metros quadrados. No interior, estão dispostos de uma forma geograficamente equilibrada, saltos, balancé, slalom, ponte, arco de salto, túnel e salto simples.

Ao entrar no espaço (na ponta lateral do “osso”), está criada uma ante-câmara, com duas portas, permitindo controlar a saída inadvertida dos animais que estejam no interior. O parque, que tem na entrada um painel interpretativo, está ainda equipado com bebedouro canino, dispensador de sacos, caixa sanitária e dois bancos de jardim para as pessoas que acompanham os cães.

Para o Presidente da Câmara, era importante criar em Águeda um espaço como este, que “não retira nenhum outro investimento que pudesse ser feito. Não apagámos nem retirámos nenhum parque infantil para construir um canino, mas sentíamos que isto era uma necessidade”, declarou.

O desenho do parque, em forma de osso, foi idealizado por Vitória Soares, no decorrer de um estágio que realizou na Câmara Municipal, na Divisão de Proteção Civil, Espaços Verdes e Higiene Pública. Ver agora o parque concluído “é lindo; é passar da ideia ao concreto; está fenomenal!”, disse a jovem aguedense.

Sendo igualmente dona de um cão, Vitória Soares sublinha que haver um parque canino na cidade é uma oferta muito útil e sinal de que “o Município se importa com os nossos amigos, os nossos cães. Ter um espaço próprio para eles poderem brincar com outros cães e socializarem e que seja seguro é ótimo”, defendeu.

A Câmara de Águeda aproveita a disponibilização deste espaço para lançar mais uma campanha de sensibilização para que os donos dos “amigos de quatro patas” apanhem os dejetos caninos da via pública.

“Não é coincidência. Ao mesmo tempo que inauguramos este parque queremos enviar uma mensagem para os donos destes animais; precisamos de ter cuidado, nos espaços públicos onde brincam crianças, onde usufruímos e onde também podem passar os nossos animais, que naturalmente podem deixar dejetos, é importante sermos responsáveis por aquilo que eles fazem e cuidarmos do espaço que é de todos”, frisou Jorge Almeida.

 

canino2

canino3