Passar para o Conteúdo Principal Top
Hoje
Máx C
Mín C

Federação Minha Terra toma posse em Águeda

Posse 02 1 1024 2500
10 Janeiro 2020

Jorge Almeida, Presidente da Câmara de Águeda, elogia trabalho desenvolvido por esta estrutura associativa que congrega 58 Associações de Desenvolvimento Local

A Minha Terra - Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local, cujos órgãos sociais para o triénio 2020/2022 foram eleitos, em Assembleia Geral, na Câmara de Águeda, tomou posse, numa cerimónia que decorreu no Salão Nobre do Município.
Esta federação congrega 58 ADL (Associações de Desenvolvimento Local) que representam, no seu conjunto, mais de 90% do território nacional e as suas capacidades de iniciativa e concretização dizem diretamente respeito a mais de 4 milhões de portugueses, habitantes em zonas rurais. A representatividade das ADL federadas valoriza as especificidades de cada território e confere autenticidade à intervenção e aos projetos nele realizados, expressando o dinamismo das forças vivas da sociedade civil rural enquanto agentes do seu próprio desenvolvimento.
A ADICES – Associação de Desenvolvimento Local, que integra cinco municípios (Águeda, Carregal do Sal, Mortágua, Santa Comba Dão e Tondela) mantém a presidência da Assembleia Geral da Minha Terra, cargo que vem desempenhando desde 2016.
No âmbito do NUT III, Águeda é um dos dois concelhos que não faz parte da GAL (Grupos de Ação Local) da região de Aveiro e Jorge Almeida, Presidente da Câmara Municipal de Águeda, afirma-se “grato pela experiência de fazer parte de uma estrutura como a ADICES”, encarando esta como “uma oportunidade de trabalhar com outros municípios do Sul e Norte, que têm realidades e sensibilidades diferentes”. O Edil salienta que “importa reforçar o papel destas estruturas”, nomeadamente ao nível do acesso a apoios, defendendo que se tratam de associações que mostram ter “capacidade de trabalhar mais próximo das populações”.
O Presidente da Câmara realçou ontem, na sessão de entrada em funções dos novos corpos sociais da Minha Terra, que Águeda “é um território que se transfigurou e mudou”, sendo uma zona do país que “está na moda”. “Águeda é um território fantástico, que tem muitas coisas boas e gostamos de as partilhar”, disse, convidando os vários elementos das ADL presentes na cerimónia de ontem a continuarem a visitar Águeda e a desfrutarem das inúmeras atividades que a têm tornado conhecida, nacional e internacionalmente.

Ana Xavier, Presidente da Federação A Minha Terra, disse querer contar com todos [os elementos das 58 ADL que compõem a federação] para o que se segue, a procura de incentivos e instrumentos financeiros para “fazer face às expetativas do nosso território”. A dirigente congratula-se pela longevidade deste movimento, que “celebra o trabalho nos territórios e resiliência técnica neles existente”, nomeadamente no combate à desertificação.

Novos corpos sociais da Minha Terra

Conselho Fiscal
Presidente – Joaquim Arsénio Batista Amado, em representação da TERRAS de DENTRO – Associação para o Desenvolvimento Integrado
Secretária – Luísa Maria Esteves Pires Pequito, em representação da CORANE – Associação para o desenvolvimento dos concelhos da Raia Nordestina
Relatora - Sandra do Rosário, em representação da IN LOCO – Desenvolvimento e Cidadania

Direção
Presidente – Ana Paula Vaz Almendra Xavier, em representação da ADRIMINHO – Associação para o Desenvolvimento Rural Integrado do Vale do Minho
Vice-Presidente – Ana Cristina Souto dos Santos de Matos Ferreira, em representação da DUECEIRA – Associação de Desenvolvimento do Ceira e Dueça
Vice-Presidente, Antonio Pombinho Costa Guilherme, em representação da A2S – Associação para o Desenvolvimento Sustentável da Região Saloia
Secretária – Aura Maria Penacho da Silva Fraga, em representação da VICENTINA – Associação para o Desenvolvimento do Sudoeste
Tesoureira – Ana Isabel Geraldes de Carvalho Cardoso Picão de Abreu, em representação da ADER – Al, Associação para o Desenvolvimento em Espaço Rural do Norte Alentejo
Vogal – José Mário Fidalgo Lopes, em representação da AD ELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego
Vogal – José Dias de Almeida Sousa Guedes, em representação da ADER SOUSA – Associação para o Desenvolvimento Rural das Terras do Sousa
Vogal – Henrique José Maria Castro Silva, em representação da ADRAMA – Associação para o Desenvolvimento da Região Autónoma da Madeira
Vogal – Fátima da Conceição Silva Amorim, em representação da GRATER – Associação de desenvolvimento;

Assembleia Geral
Presidente – João Carlos Figueiredo Antunes, em representação da ADICES – Associação de Desenvolvimento Local
Secretária – Marta Maria de Albuquerque Alter, em representação da MONTE – Desenvolvimento Alentejo Central
Segunda Secretária - Maria Aurora Gomes Ribeiro, em representação da DESTEQUE – Associação para o Desenvolvimento da Terra Quente Transmontana.

 

posse_01