Passar para o Conteúdo Principal Top
Hoje
Máx C
Mín C

Quem são os voluntários europeus que estão na nossa cidade?

20181001 143001 1 1024 2500
24 Outubro 2018

À semelhança de anos anteriores, a cidade de Águeda está mais rica em termos linguístico-culturais. Numa parceira entre a Câmara Municipal de Águeda e a Associação Psientífica, o Centro de Juventude de Águeda desenvolve projetos de voluntariado do programa Erasmus+ em que jovens de diferentes países da Europa frequentam um período de mobilidade no estrangeiro para desenvolverem atividades de educação não-formal em diversas instituições sociais e educativas, enquanto crescerem como pessoa e profissional.

Durante dez meses, os projetos Águeda Volunteering Land e VolunteersPoint 2.0 trazem à cidade um grupo de oito voluntários de sete países diferentes que estão na cidade por diversas razões, mas o que os une é o gosto pelo trabalho com crianças e jovens, e o contributo da geração para ajudar o próximo.

A Dimitra, grega de 23 anos, encontrou em Águeda uma cidade tranquila, um lugar de paz que oferece oportunidade para se concentrar no seu trabalho e nas ruas vê uma possibilidade de aprofundar o conhecimento do mundo através da arte urbana. O Filip tem 20 anos e veio da Macedônia. Ele adora o povo hospitaleiro que lhe abriu os braços e considera que o movimento artístico que define este município lidera o caminho para inspirar uma nova geração, salientando o seu fascínio pelo Centro de Artes de Águeda.

O Matthew (20 anos) e o Ethan (18 anos) vieram do Reino Unido e concordam um com o outro quando referem que é interessante fazer parte de um projeto onde aprendem sobre o outro e sobre si ao trabalharem em equipa num contexto multicultural. O Alejandro tem 20 anos e veio de Espanha por acreditar que o Erasmus+ dá liberdade para desenvolver o seu projeto pessoal, aprender uma nova língua e melhorar capacidades sociais.

Segundo a Julia (alemã de 19 anos), os projetos de voluntariado ajudam os jovens a construir relacionamentos construtivos enquanto aprendem habilidades individuais para se adaptarem a novas situações. O Matteo (italiano de 19 anos) diz sentir-se grato pelo encorajamento que o Centro de Juventude de Águeda dá aos jovens para se expandirem, serem pró-ativos e para se tornarem membros ativos da comunidade. O Tommy (austríaco de 19 anos) é aventureiro e acha que esta experiência eleva as suas capacidades a um ponto de se tornar uma pessoa que nunca pensou poder ser.

O grupo de voluntários concorda ao referir que aprendem muito sobre as culturas uns dos outros e sentem-se orgulhosos por fazerem parte de Águeda enquanto têm a possibilidade de crescer na esperança que esta experiência os ajude a definir futuras opções de carreira profissional.

Estes projetos são apoiados e financiados pela Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação e esta possibilidade de fazer voluntariado no estrangeiro, bem como de participar em intercâmbios e training courses está ao alcance de qualquer jovem português. Por isso, estes oito jovens estão no Centro de Juventude de Águeda para darem o seu testemunho em primeira pessoa, prestarem esclarecimentos e incentivarem os jovens de Águeda a partirem nesta aventura pelo mundo Erasmus+.

 

20180924_120333