Passar para o Conteúdo Principal Top
Hoje
Máx C
Mín C

Manuel Alegre recebeu Doutoramento Honoris Causa pela Universidade de Pádua

Manuel alegre 1 1024 2500
24 Novembro 2017

O Poeta Aguedense Manuel Alegre recebeu no dia 22 de novembro de 2017, o Doutoramento Honoris Causa em Línguas e Literaturas Europeias e Americanas da Universidade de Pádua.

A propósito deste reconhecimento, o Presidente da Câmara Municipal de Águeda, Jorge Almeida, refere que é com “sentido orgulho que o Executivo Municipal vê ser conferido a Manuel Alegre, o grande escritor Aguedense entre os maiores da literatura portuguesa contemporânea, o doutoramento honoris causa pela Universidade de Pádua em reconhecimento do seu percurso literário. Manuel Alegre leva e eleva consigo o nome de Águeda, vendo-se exemplarmente reconhecido”.

Na missiva enviada a Manuel Alegre, Jorge Almeida refere, ”Ainda que fisicamente distantes, estamos, hoje, irmanados neste espírito, nesta ‘Alma’ de celebração e de regozijo por, mais uma vez, projetar internacionalmente o nome do seu povo e da sua cidade. Águeda orgulha-se e agradece!”

A decisão foi aprovada, no dia 7 de junho de 2016, pelo Senado daquela Universidade Italiana, a mais antiga do Mundo, que na mesma ocasião decidiu outorgar com o mesmo grau académico o realizador de cinema Steven Spielberg, em Ciências Históricas, como promotor da Fundação “História visual dos Sobreviventes da Shoah”, a Prémio Nobel da Paz 2014 Malala Yousafzai, em Formação Cultural e Sociedade Global, e, em Química, o cientista polaco Krzysztof Matyjaszawski, que descobriu um novo método de síntese dos polímeros que revolucionou o modo de conceber as macromoléculas.

Esta importante distinção para o autor de Praça de Canção, surge na sequência do trabalho desenvolvido em torno da obra de Manuel Alegre pela Universidade de Pádua, que em abril de 2010 inaugurou, em parceria com o Instituto Camões, a Cátedra Manuel Alegre na Facoltà di Lettere e Filosofi, e que no presente ano letivo conta com 250 alunos. Em junho de 2007, Manuel Alegre recebeu, recorde-se, o título de cidadão honorário daquela cidade de Pádua.

Considerada, a par da de Bolonha, a mais antiga do Mundo, a Universidade de Pádua tem como lema “Universa Universis Patavina Libertas” (“Inteira, para todos, a liberdade na Universidade de Pádua”) e nela estudaram espíritos ilustres, entre eles, os portugueses Fernando de Bulhões (Santo António) e o renascentista Damião de Góis.

Este reconhecimento internacional da vida e obra de Manuel Alegre surge pouco tempo depois de ter recebido importantes prémios literários: Prémio Vida Literária da Associação Portuguesa de Escritores (2016); Prémio Consagração de Carreira da Sociedade Portuguesa de Autores (2016); Grande Prémio de Literatura (2016), e o Prémio Camões (2017), galardão sumo da literatura lusófona.