Passar para o Conteúdo Principal Top
Hoje
Máx C
Mín C

Serviço de Psicologia

O Serviço de Psicologia da Câmara Municipal de Águeda é desenvolvido desde abril de 2007, e tem como principal objetivo prestar Apoio/Acompanhamento Psicológico às crianças que frequentam o ensino Pré-Escolar e o 1.º CEB do Concelho de Águeda.

Esta iniciativa surge como uma ação inovadora nesta área de intervenção, contribuindo-se desta forma, para a promoção do ajustamento psicológico de crianças, visando a sua plena integração e o estabelecimento de relações saudáveis.

Gabinete de Atendimento e Acompanhamento Psicológico – GAPSI

Através deste serviço, pretende-se colmatar as dificuldades sentidas pelas escolas e instituições do Concelho de Águeda, de forma a intervir eficazmente nas problemáticas emocionais e comportamentais das crianças.

O GAPSI é um espaço de atendimento, aconselhamento, acompanhamento e encaminhamento psicológico, destinado não apenas às crianças como também a pais (encarregados de educação), docentes e não docentes.

Com este serviço visamos dar resposta às necessidades dos nossos munícipes e sobretudo contribuir para o seu bem-estar, pois na complexa sociedade em que vivemos é urgente que se faça um trabalho interdisciplinar que cruze informações de vários campos/agente sociais, por forma a que se possa fazer uma intervenção mais pronta e eficaz na resolução efetiva dos problemas encontrados.

Por tal, qualquer intervenção que vise agir e ajudar o indivíduo na senda do sucesso, deve ser tida em conta como uma conjugação de esforços num mesmo sentido, o sucesso do intervencionado.

Destinatários

Alunos sinalizados pelos estabelecimentos do 1.º CEB e do Pré-Escolar;

Pais/familiares de crianças sinalizadas;

Docentes e não docentes;

Crianças e Jovens Sinalizados pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Águeda (CPCJ);

Situações de Crise (S.O.S)

Com Quem Trabalha/Parcerias?

Escolas do 1.º Ciclo / Pré-Escolar;

Serviços de Ação Social;

CPCJ

Formação

O Serviço de Psicologia realiza nas escolas do 1º CEB do concelho, Ações de Sensibilização na área da Saúde, nomeadamente no âmbito da Educação Sexual, Ações de Informação e Prevenção da Violência nas Escolas - Bullying, entre outras ações para a promoção de uma Escola Inclusiva. Estas ações visam, sobretudo, proporcionar a todos os envolvidos na comunidade escolar, através de um trabalho lúdico-consciencializador, uma atitude de respeito pelas diferenças, sensibilizando para uma cidadania ativa e igualdade de género.

Atendimento

De 2.ª a 6.ª feira, das 09:30 às 17:30.

Local da Consulta

· Todas as 4.ªs e 6.ªs feiras (a partir das 14:00) – Atendimento a crianças do Agrupamento de Escolas de Águeda, no GAPSI;
· 2ª feira – Agrupamento de Escolas de Valongo do Vouga;
· 3ª feira – Agrupamento de Escolas de Águeda Sul;
· 4ª feira – Agrupamento de Escolas de Águeda Sul;
· 5ª feira – Agrupamento de Escolas de Águeda Sul;

Terapia da Fala

O Terapeuta da Fala é o profissional responsável pela prevenção, avaliação, intervenção e estudo científico das perturbações da comunicação humana, englobando não só as funções associadas à compreensão e expressão da linguagem oral e escrita mas também outras formas de comunicação não-verbal. O Terapeuta da Fala avalia e intervém em indivíduos de todas as idades, desde recém-nascidos a idosos, tendo por objetivo geral otimizar as capacidades de comunicação do indivíduo, melhorando, assim, a sua qualidade de vida.


Das diversas áreas de intervenção da Terapia da Fala destacam-se a comunicação, a linguagem e a fala nas crianças pela sua influência no futuro percurso individual, escolar e social das mesmas. Deste modo, é fundamental a ação preventiva no sentido de detetar o mais precocemente possível alterações nestes domínios, potenciando o seu adequado desenvolvimento.


A Câmara Municipal de Águeda, atenta às dificuldades e às problemáticas identificadas no Concelho, nomeadamente na área da Educação, encontra-se a desenvolver no presente ano letivo um projeto que visa a deteção, avaliação e intervenção no domínio da Terapia da Fala.
Este projeto, estruturado numa lógica de intervenção precoce através da atuação ao nível do ensino pré-escolar, pretende reduzir o impacto negativo que as dificuldades de comunicação, linguagem e fala apresentam nas futuras aprendizagens realizadas pelas crianças.

Destinatários:
- Crianças que completem os 4 anos de idade até 31 de dezembro de 2016 (nascidas em 2012), que frequentem o ensino pré-escolar dos Agrupamentos de Escolas e Instituições Particulares de Solidariedade Social do Concelho de Águeda;
- Encarregados de Educação;
- Educadores de Infância;
- Outros Agentes de Ação Educativa.

Parcerias:
- Estabelecimentos de ensino pré-escolar dos Agrupamentos de Escolas e Instituições Particulares de Solidariedade Social do Concelho de Águeda;
- Gabinete de Atendimento e Acompanhamento Psicológico – GAPSI;
- Equipa do Centro de Recursos para a Inclusão – CERCIAG;
- Serviços de Ação Social.

Formação:
Realização de ações de sensibilização/workshops que visem a capacitação dos diferentes intervenientes no processo educativo, nomeadamente Educadores de Infância e Encarregados de Educação.

Mediador Cultural

De forma a colmatar as necessidades sentidas pelos Agrupamentos de Escolas do concelho, a autarquia contratou um Mediador Cultural, no sentido de se estabelecerem/reforçar "pontes" na relação entre a comunidade e a escola, tendo o seu trabalho como principais objetivos:


- Estabelecer uma relação de confiança e comunicação aberta com os representantes das respetivas partes;
- Procurar entender a situação de forma a refletir os respetivos pontos de vista e os fundamentos das opiniões, sentimentos, atitudes e ações;
- Estabelecer contacto entre as partes, garantindo uma comunicação eficaz;
- Facilitar e/ou reforçar a comunicação e as relações entre as comunidades ciganas e a escola.